quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Execução de Reboco, Passo a Passo!

Amigos, o reboco é a aplicação de argamassa de cimento e areia nas paredes de tijolos cerâmicos ou blocos de concreto e tem a função de formar uma superfície impermeabilizante quanto água; uma superfície lisa para receber acabamentos como tintas, texturas, papéis de parede; confere acústica e propriedades térmicas proporcionando conforto ambiental (ambiente com temperatura mais amena que o meio externo).

O reboco externo tem uma espessura média de 20mm ou 2cm. Já o reboco interno tem uma espessura média de 15mm ou 1,5cm. Entretanto para conseguir essas espessuras a alvenaria tem que ter sido executada com qualidade em relação a prumo, alinhamento, esquadro e qualidade dos tijolos ou blocos. Veja mais sobre alvenarias em: Execução de Alvenaria, Passo a Passo! Parades que apresentam alguns dos problemas citados fazem que o reboco possa engrossar sua espessura, aumentando o consumo de argamassa, elevando o custo do serviço.
Macete 1: Antes de aplicar o reboco nas paredes elas já devem ter sido chapiscadas. Veja mais sobre chapisco em: Execução de Chapisco, Passo a Passo!

Vejam abaixo como executar o reboco, passo a passo:

1. Executar as mestras do reboco: as mestras que vão definir a espessura do reboco e guiar o sarrafeamento da parede;

2. Rodar o traço de argamassa de reboco: na betoneira rodar o traço de argamassa de reboco 1:6 (1 parte de cimento para 6 partes de areia) com o auxílio de padiolas.

Macete 2: É importante usar algum aditivo plastificante de argamassa de reboco ou aditivo que substitiu a cal. Geralmente usa-se de 50ml a 100ml por saco de cimento, e tem um custo barato. Veja mais em: Aditivos para argamassas de reboco, passo a passo!

3. Aplique a argamassa na parede: com o auxílio da colher e desempenadeira de pedreiro, seguindo a espessura das mestras;

4. Deixe a argamassa “puxar”. Isso, nada mais é que, deixar a massa descansar para que ela perca um pouco de água para você conseguir sarrafear a massa. Macete 3: Geralmente a massa demora de 45min a 60min para puxar, dependendo do clima: está de sol forte? Está nublado? A parede está sob sombra de árvore? Está úmido?

Macete 4: se você der o acabamento na massa “verde”, ou seja, que ainda não deu pega, o reboco vai trincar todo.

5. Sarrafear a massa: após a massa puxar inicie o sarrafeamento com a régua de alumínio de 2,0m. inicie o sarrafeamento de cima para baixo seguindo as mestras e cruzando a régua entre as mestras para que o pano de reboco fique no prumo e bem acabado;

6. Desempenar a massa: com a desempenadeira de pedreiro inicie o desempeno e acabamento da massa em movimentos circulares retirando os excessos que a régua de alumínio não conseguir retirar. Com a trincha jogue um pouco de água nos pontos aonde a massa já está mais dura e difícil de passar a desempenadeira. Faça isso até que o reboco fique liso e bem acabado.

Macete 5: no encontro de uma massa de reboco velho com o reboco novo desempene a massa no sentido do reboco velho para o novo. O objetivo é ter uma emenda de massas bem feita, sem marcas;

Pronto! Seguindo esses passos você está com o seu reboco pronto e de boa qualidade. Lembre-se sempre que um bom reboco é que vai revelar uma boa superfície acabada seja com tinta, textura, azulejo, papel de parede.

Abraço a todos!
Pedreirão.

5 comentários:

walter disse...

muito legal este site,parabens.

Antonio Adlei disse...

Parabéns, ótimas dicas!

EVERTON DA SILVA disse...

masquando sei o ponto para desempenar a massa? pode ser logo após sarrafear ou tem que esperar mais um poruco? voce esqueceu de nos dizer se existe esse macete, por favor preciso saber se devo esperar mais.

geilton barros de lima disse...

Não façam este traço de 6*1,pois a massa fica muito fraca. Eu me arrependi de ter feito este traço e agora a parede parece que foi feita com massa de biscoito.

Anônimo disse...

Pode fazer o traço 1:6 com impersika que o reboco fica bom. Não esquecer de molhar o reboco durante 7 dias. O cimento é um aglomerante hidráulico, portanto, a cura precisa de água. Os pedreiros sabem disso e não molham, por isso que a parede fica soltando farelos.